Os principais distúrbios do sono.

By

Com certeza, em algum momento da vida, você já ouviu falar sobre algum distúrbio do sono, seja sonambulismo ou insônia, a verdade é que eles estão cada vez mais presentes na vida das pessoas.

Os distúrbios do sono são alterações que ocorrem na capacidade de dormir adequadamente, pode ser por uma alteração cerebral, desregulação entre sono e a vigília, alterações respiratórias ou por transtornos de movimento.

Existem diversos tipos de distúrbios do sono e eles podem surgir em qualquer idade, sendo que os tratamentos dependerão da causa e do tipo de cada distúrbio.

Insônia:

Conhecida como o distúrbio mais frequente, a insônia pode ser caracterizada por dificuldade em pegar no sono, dificuldade em mantê-lo, despertares durante a noite, despertar cedo demais ou queixas da sensação de cansaço durante o dia.

A insônia pode surgir de maneira isolada ou ser consequência de estresse, depressão, ansiedade, alterações hormonais ou doenças neurológicas. Ela também pode ser provocada por certas substâncias, como álcool, cafeína, tabaco ou remédios.

Apneia do sono:

Nesse caso trata-se de uma perturbação respiratória quem que ocorre uma interrupção do fluxo respiratório por 10 segundos ou mais.

Essa doença gera uma incapacidade de atingir fases mais profundas do sono, dificultando o descanso adequado. Por isso, as pessoas com apneia do sono costumam ficar cansadas durante o dia, ter dores de cabeça, perda de concentração, irritabilidade e alterações de memória.

Sonambulismo:

O sonambulismo faz parte dos distúrbios que provocam comportamento inadequados durante o sono, chamadas de parassonias. Neste caso ocorre uma alteração do padrão do sono devido à ativação de áreas do cérebro em momentos inapropriados.

O paciente com sonambulismo apresenta atividades motoras complexas, como caminhar e conversar, podendo logo em seguida acordar ou voltar a dormir.

Bruxismo:

O bruxismo é um distúrbio que se caracteriza pelo ato inconsciente de ranger e apertar os dentes, causando complicações como alterações dentárias, dores de cabeça e dores na mandíbula.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like