Distonia Muscular: o que é e quais são os principais sintomas?

By

Você já ouviu falar sobre distonia?

Trata-se de um distúrbio caracterizado por contrações musculares involuntárias e espasmos incontroláveis, que são muitas vezes repetitivos e podem causar posturas incomuns, estranhas e dolorosas.

Principais causas:

A distonia muscular surge devido a um problema no sistema nervoso, responsável por controlar o nosso movimento muscular. Esse problema cerebral pode ser genético ou surgir de uma doença ou lesão, como por exemplo:

• AVC;
• Doença de Parkinson;
• Pancada na cabeça;
• Encefalite.

Tem cura?

Infelizmente, a distonia muscular não tem cura, mas os espasmos podem ser controlados com tratamentos, que podem incluir fisioterapia, aplicação de toxina botulínica, cirurgia, remédios, entre outros.

No caso da aplicação da toxina botulínica, a substância ajuda a diminuir as contrações musculares pois paralisa o músculo em que foi aplicada. Porém é importante lembrar que antes de realizar o procedimento, é necessário que um médico especialista analise o caso, pois dependendo do local que for aplicado, a toxina botulínica pode causar efeitos colaterais, como dificuldade para engolir.

Já no caso da intervenção cirúrgica, trata-se de uma opção que só é colocada em prática quando os outros tratamentos não surgem efeito.

Quais são os principais sintomas?

Os sintomas podem variar de acordo com a região afetada e com o tipo de distonia, sendo os principais:

• Distonia focal: afeta uma única região do corpo e causa contrações involuntárias e espasmos nos músculos afetados.

• Distonia segmentar: afeta duas ou mais regiões que estão interligadas, como por exemplo os músculos do rosto, a língua e a mandíbula, causando a abertura ou fechamento involuntário da boca, entre outros espasmos e contrações.

• Distonia multifocal: afeta duas ou mais regiões do corpo, porém que não estão interligadas, provocando contrações involuntárias nos músculos afetados.

• Distonia generalizada: afeta o tronco e, pelo menos, duas outras partes do corpo, gerando contrações e espasmos musculares involuntários.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like