AVC: cada segundo faz diferença.

By

O acidente vascular cerebral (AVC) é a doença que mais mata no Brasil e a que mais causa incapacidade no mundo. Você sabia que 70% das pessoas que sofrem um derrame não retornam ao trabalho e que 50% ficam dependentes de outras pessoas?

Apesar desses dados preocupantes, muita gente ainda desconhece as principais causas, sintomas e quais são as medidas preventivas dessa doença.

Por que uma pessoa tem AVC?

O acidente vascular cerebral ocorre por dois motivos:

Quando o fluxo de sangue que vai para o cérebro é interrompido ou drasticamente reduzido, privando as células de oxigênio e nutrientes. Neste caso recebe o nome de acidente vascular cerebral isquêmico.

Ou quando um vaso sanguíneo se rompe, causando uma hemorragia cerebral. Sendo chamado de acidente vascular cerebral hemorrágico.

Principais sinais e sintomas:

Quanto antes o acidente vascular cerebral foi identificado e tratado, melhores serão os prognósticos do paciente, por isso é importante prestar atenção nos sintomas para saber identificar um AVC e procurar ajuda médica o mais rápido possível.

• Fraqueza de um lado do corpo;
• Dificuldade para falar;
• Perda de visão;
• Perda da sensibilidade de um lado do corpo;
• Alterações motoras;
• Paralisia de um lado do corpo;
• Distúrbio de linguagem;
• Distúrbio sensitivo;
• Alterações no nível de consciência.

Prevenção:

Em alguns casos, o AVC pode ser prevenido, mas para isso é necessário conhecer os fatores de risco que aumentam as chances de ter um acidente vascular cerebral.

Os hábitos saudáveis são fundamentais na prevenção do AVC. Um estilo de vida sedentário, com má alimentação, sobrepeso, obesidade, tabagismo e bebidas alcoólicas em excesso são fatores de risco que aumentam as chances de ter um acidente vascular cerebral.

AVC e Derrame são a mesma coisa?

Embora muitas pessoas possam se confundir, os dois termos representam a mesma doença.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like