Quando procurar o médico neurologista?

By

Existem tantas especialidades médicas que é difícil decidir quando devemos procurar cada uma delas, além disso, muitas vezes ficamos na dúvida se algo que sentimos é para ser levado a sério, ou se é algo que necessita de atenção médica.

Você sabe quando deve procurar o médico neurologista?

Muitas pessoas ficam na dúvida sobre quando procurar essa especialidade médica. Por isso, para te ajudar, separamos alguns sintomas que podem indicar que você deve se consultar com um médico neurologista.

Dores de cabeça

Podem ser causadas por diversas condições, como tensões musculares, estresse, sinusite e até mesmo dor de dente. Quando essas dores se tornam sérias e motivo de preocupação, geralmente vem acompanhadas de vômitos, mudanças na visão, perda de consciência, convulsões, uma dor que piora com o movimento, uma dor continua ou que piora de intensidade.

Quando os sintomas da sua dor de cabeça se tornam graves, frequentes ou apresenta alguma mudança, você deve procurar o médico neurologista.

Tonturas

Nesse caso os neurologistas tratam tonturas que são sintomas de vertigem, como aquela sensação de que tudo está girando ao seu redor ou quando você tem dificuldade de manter o equilíbrio em posição ereta.

Problemas de memória ou confusão

Quando o paciente apresenta dificuldades na fala, esquecimentos extremos, confusão mental e mudanças de personalidade, pode significar doenças degenerativas, como o Alzheimer. Por isso, a avaliação com um neurologista é indispensável.

Fraqueza

Nesse caso, não estamos falando da fraqueza que é gerada pela sensação de cansaço ou dor muscular após exercícios físicos, mas sim uma fraqueza muscular repentina que exige maior esforço para movimentar braços e pernas, ou realizar atividades cotidianas.

Esse tipo de fraqueza pode ser sintoma de doenças mais sérias relacionadas ao sistema nervoso, como um AVC.

Outros sintomas que também podem significar a necessidade de procurar o médico neurologista são:

– Problemas no sono
– Problemas na visão
– Convulsões
– Alterações de movimentos
– Dormência ou formigamento
– Dores crônicas

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like