O que você precisa saber sobre a memória humana?

By

Ao contrário de smartphones, tablets e pen drives, o cérebro humano parece ter uma capacidade infinita. Ainda assim, muitos de nós temos dificuldade de decorarmos um simples nome, aniversário ou número de telefone. Por que isso acontece? Saiba tudo em nossa matéria sobre a memória a seguir!

Memória sensorial

Essa é a memória adquirida pelos sentidos (visão, audição, entre outros). A informação que nos chega pelos sentidos é processada, analisada, interpretada e guardada no cérebro em menos de 2 segundos. É como se fosse uma memória imediata. Quando o cérebro precisa de mais tempo, recorre ao próximo tipo de memória.

Memória de curto prazo

A memória de curto prazo trabalha com dados por algumas horas até que sejam gravados de forma definitiva. Este tipo de memória é particularmente importante nos dados de cunho declarativo. Em caso de algum tipo de agressão ao cérebro, enquanto as informações estão armazenadas neste estágio da memória, ocorrerá sua perda irreparável.

Nela, podemos memorizar até 7 informações durante cerca de 30 segundos. Se necessária armazenamento durante mais tempo, o cérebro recorre ao último tipo de memória.

E a memória de longo prazo? Como ela funciona?

A memória de longo prazo é a que retém de forma definitiva a informação, permitindo sua recuperação ou evocação. Nela estão contidos todos os nossos dados autobiográficos e todo nosso conhecimento. Sua capacidade é praticamente ilimitada!

Assim como o cérebro, a memória nunca para

A memória está permanentemente em funcionamento porque ela detecta o que ouvimos, o que sentimos, o que fazemos… Qualquer atividade põe a memória em funcionamento.

É importante exercitarmos constantemente a memória não só para aumentar a quantidade de informação que conseguimos memorizar, como também para reduzir a probabilidade de desenvolvermos déficits de memórias no futuro.

Curiosidade

Em casos raríssimos, uma lesão pode ocasionar a chamada síndrome da sabedoria adquirida. Foi o que aconteceu com o americano Orlando Serrel, que, aos 10 anos, foi atingido por uma bola de beisebol no lado esquerdo da cabeça.

De uma hora para outra, ele começou a mostrar ser capaz de se lembrar de inúmeras placas de registro de veículos ou ainda fazer cálculos sobre datas de décadas anteriores.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like