Crianças podem ter enxaqueca? Veja como diagnosticar e tratar a doença

By

A enxaqueca pode começar em qualquer fase da vida. Como crianças têm dificuldade para caracterizar a dor, o diagnóstico nesta idade torna-se muito mais difícil. Por esse motivo, é de extrema importância atentar-se ao histórico familiar. Se um dos pais possuir histórico de enxaqueca, a criança tem 50% de tendência a desenvolvê-la. Se ambos os pais possuem do mal, a probabilidade de a criança conviver com o problema aumenta para 75% de predisposição.

 

Sintomas 

Se a criança possuir sintomas como indisposição para brincar, mudanças de humor repentinas, dores de barriga, reclamação de dor de cabeça, presença de vômitos e preferência a ambientes silenciosos e escuros, os pais ou responsáveis devem se atentar aos indícios para assim agendar uma consulta com o neuropediatra.

 

Tratamento e cuidados da enxaqueca na infância

A enxaqueca na infância, quando sem acompanhamento médico, pode ter a frequência e a intensidade aumentadas gradativamente. Outros problemas também podem ser gerados pelo distúrbio, como piora na concentração, falhas na memória e dificuldade de aprendizado na escola. É preciso atentar-se à frequência da dor, pois recomenda-se, em casos que excedam três ocorrências ao mês, a procura de um neuropediatra para o apontamento de demais causas e o acompanhamento clínico. 

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like