Crianças podem sofrer distúrbios do sono?

By

São diversas condições agudas ou crônicas, temporárias ou permanentes que podem afetar o sono desta faixa etária. Algumas condições são manifestações fisiológicas normais relacionadas ao processo de amadurecimento das vias cerebrais. As condições normais devem ser diferenciadas das patologias ou condições anormais que afetam esta faixa etária e que, se não tratadas, podem prejudicar o desenvolvimento adequado da criança.

 

Quais os sinais de que a criança está dormindo mal?

Os sinais mais comuns do problema podem ser sutis, como irritação e choro excessivos, agressividade, desconcentração, isolamento e, se a criança já está na escola, dificuldade de acompanhar o ritmo da classe. Há, porém, indícios mais óbvios, como o surgimento de olheiras.

 

Sonambulismo

A criança senta-se, sai da cama, anda, fala, abre portas e não reage ao ser chamada. O sonambulismo é um distúrbio comum na fase pré-escolar e escolar e assusta os pais, principalmente porque a criança não se lembra de nada no dia seguinte.

 

Pesadelos

Pesadelos são sonhos assustadores que ocorrem durante o sono REM. As crianças que estão tendo pesadelos podem despertar completamente e podem se lembrar vivamente dos detalhes do sonho. A menos que sejam frequentes demais, os pesadelos não são causa de alarme. Eles podem ocorrer com maior frequência durante períodos de estresse ou depois de a criança ver algum filme ou programa de TV com conteúdo assustador ou agressivo.

 

Ronco

Obviamente se a criança está resfriada, ou com alguma dificuldade respiratória pontual, o ronco vai acontecer. Mas se normalmente a criança ronca dormindo, um otorrinolaringologista deve ser procurado. Uma criança que ronca não necessariamente tem despertares, mas certamente tem um gasto energético maior de madrugada.

Apneia

Este distúrbio consiste em interrupções da respiração durante o sono. Geralmente ela acontece junto com o ronco e compromete o sono porque o ciclo de sono é interrompido. A consequência é uma criança irritadiça, com aparência de cansada, mesmo que os despertares não aconteçam.

 

Síndrome pernas inquietas

A criança mexe muito as pernas não só por agitação, mas por incômodo. Ela sente uma espécie de formigamento, agulhadas – isso atinge mais crianças acima dos 5 anos. Como não há (ainda) exames laboratoriais para diagnosticar o quadro, normalmente a conclusão chegará pelo histórico clínico e sensações que a criança descreve. Lembramos que o sono da criança é agitado, então é preciso ter muita parcimônia neste caso.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like