Você sabe como agir diante uma convulsão?

By

A convulsão ocorre devido a um aumento excessivo e desordenado da atividade elétrica das células cerebrais, nesse caso os neurônios. Esta atividade elétrica alterada, é em muito dos casos, o causador das alterações motoras de uma crise convulsiva, muitas vezes caracterizada por movimentos desordenados, repetitivos e rápidos de todo o corpo.

Além disto, a convulsão também pode ocasionar perda temporária de consciência, aumento da salivação, ranger de dentes, perda do controle do processo urinário e defecação.

Após o término da crise o paciente tem recuperação gradual, podendo ficar confuso, um pouco sonolento e por vezes até agressivo. Geralmente refere dores no corpo ou mesmo de cabeça. Essa fase de recuperação pode durar de 10 à 15 minutos até algumas horas. O que fazer quando ver alguém sofrendo uma crise convulsiva?

Não tente desenrolar a língua do paciente

Diante de uma situação como essa, esqueça o que diz a crença popular e jamais tente abrir a boca de alguém que esteja tendo uma convulsão. A mandíbula é muito forte. A orientação é virar a pessoa de lado para que ela não aspire saliva. Essa posição evita que a língua obstrua a passagem do ar e também que a pessoa se engasgue.

Evite acidentes

Proteja a base da cabeça do paciente com suas mãos ou algum tecido, roupa ou pano, na tentativa de evitar traumatismos pelo seu batimento violento. Retire colares, tiaras, fivelas ou outros adornos que podem ferir a pessoa durante a crise.

Não acorde a pessoa

Não é recomendável jogar água fria na pessoa que sofreu uma convulsão para ela acordar. Sentir sono e dormir após um episódio de convulsão é comum, então, não se desespere.

Não se desespere

Ao contrário do que parece, a pessoa não está morrendo e a crise convulsiva tem duração curta. Caso demore mais que alguns minutos, é necessário levar o paciente para um hospital.

Não medique o paciente

é importante ressaltar que não se deve dar remédio ao paciente durante ou logo após a crise. Durante a crise o paciente está inapto a deglutição, o risco do medicamento cair na via respiratória ao invés do trato digestivo é muito alto.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like