Você sabe o que faz o Neuropediatra?

By

Neurologia Infantil, também conhecida como neuropediatria, é a especialidade médica que avalia o sistema nervoso central (cérebro, cerebelo e tronco encefálico) e periférico (nervos) das crianças.
É o neurologista infantil que acompanha o desenvolvimento neurológico das crianças, através de exames clínicos minuciosos e realiza análise das aquisições motoras, cognitivas e de linguagem ao longo do tempo, permitindo diagnosticar e tratar doenças.

 

O Neuropediatra também atua em problemas como dificuldades escolares, dores de cabeça, alteração do tamanho e formato da cabeça, atrasos da fala e da caminhada, distúrbios do sono, síndromes genéticas, erros inatos do metabolismo e outras condições relacionadas ao sistema nervoso.

 

Crianças com problemas leves e, muitas vezes, imperceptíveis aos pais, ou tidos como “fase”, manha ou birra são identificadas pelos pediatras e encaminhadas aos especialistas em Neurologia Infantil, o que facilita o tratamento dessas crianças, que precisam de atenção especial.

 

Tecnologia aliada a experiência

Nos últimos anos, com todos os avanços científicos nas áreas de genética molecular, exames de imagem, eletroencefalografia e bioquímica, houve uma melhora significativa na avaliação e diagnóstico dos distúrbios observados no campo da Neurologia Infantil.

Todos esses novos conhecimentos nos têm permitido maiores e melhores abordagens para as crianças com atraso global do desenvolvimento, atraso na fala, epilepsia, doenças do metabolismo e musculares, infecções cerebrais, sequelas de prematuridade e doenças genéticas neurodegenerativas.

Maior acompanhamento

Uma anamnese detalhada (história pregressa e atual do paciente), contendo informações pré, peri e pós natais, seguida de exame físico geral e neurológico completo, dirigido para a idade da criança, guiam o raciocínio clínico diagnóstico para a montagem da estratégia terapêutica. Muitas vezes, é necessário ampliar a investigação com exames complementares e avaliações de outros profissionais das áreas da saúde e educação.

 

Criança não é adulto pequeno

Existem patologias que são mais comuns na faixa pediátrica, especialmente no que diz respeito às anormalidades no desenvolvimento neuro-psico-motor, como as doenças genéticas. Isso porque é nessa fase do desenvolvimento do Sistema Nervoso Central que as anormalidades podem se manifestar, principalmente até o final da adolescência, quando o amadurecimento desse sistema já se encontra em seu estado pleno.

 

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like