É possível prevenir o Alzheimer?

By

O Alzheimer é uma alteração neurodegenerativa primária que costuma se apresentar com maior frequência em pessoas com mais de 65 anos. A doença se caracteriza por causar mudanças microscópicas no tecido de certas partes do cérebro e gerar perdas constantes de uma substância química chamada acetilcolina, que é vital para o funcionamento do cérebro. Esta substância está relacionada com a comunicação das células nervosas e atividades mentais como o aprendizado, a memória e o pensamento.

Afinal, o que causa essa doença?

Embora as causas ainda não sejam bem conhecidas, atribui-se a fatores genéticos, ambientais e estilo de vida, os desencadeadores da doença de Alzheimer. Certamente a idade é o principal fator de risco para o desenvolvimento da doença, entretanto outras variáveis podem contribuir para o seu aparecimento como o tabagismo, história familiar de Alzheimer e diabetes.

O que fazer para prevenir essa doença?

Alimentação adequada

Mantenha uma alimentação equilibrada, baseada na Dieta Mediterrânea. Esse tipo de dieta já era muito conhecida como aliada no combate às doenças cardíacas, e hoje, é um consenso entre os especialistas que uma alimentação baseada da dieta mediterrânea pode ajudar a tratar e prevenir o Alzheimer.

Pare de fumar

Os motivos para parar de fumar não faltam. E agora tem mais um: o fumo é um grande fator de risco para o desenvolvimento do Alzheimer! De acordo com um estudo, fumar pode aumentar em 157% o risco de desenvolver a Doença de Alzheimer, ou seja, abandonar o cigarro é uma atitude extremamente importante, tanto para quem deseja prevenir o Alzheimer quanto para sua saúde em geral.

Trabalhe o cérebro constantemente

Entre os 30 e 40 anos, o cérebro começa a encolher, e o processo de aprendizagem torna-se mais difícil. Atualmente, entretanto, os cientistas acreditam que o tamanho do cérebro pode ser aumentado através da aprendizagem.

Aumente o colesterol bom

É sabido que ter altos níveis de bom colesterol no sangue protege contra doenças cardíacas. Os pesquisadores dizem que o bom colesterol ajuda a destruir as substâncias que deterioram as células cerebrais e funcionam como um agente antioxidante, reduzindo os danos cerebrais.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like