Estimulação Magnética intracraniana funciona?

By

Pacientes que sofrem de depressão e não apresentam resposta satisfatória com o uso das terapias convencionais já contam com mais uma opção de tratamento. Trata-se da estimulação magnética transcraniana (EMT), técnica aprovada em 2012 pelo Conselho Federal de Medicina como prática médica no Brasil.

Segundo dados do Ministério da Saúde, a depressão afeta hoje cerca de 10 milhões de brasileiros, com maior prevalência nas faixas etárias mais elevadas. Até 2030, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que a depressão ocupará a posição de doença mais comum no mundo.

Como funciona esse procedimento?

Estimulação Magnética Transcraniana é um procedimento que consiste na passagem de uma corrente elétrica através de uma bobina de fios elétricos colocados bem próximos à cabeça, mas sem que os fios elétricos encostem na cabeça, para que não ocorra um choque elétrico.

Como sabemos da física, a passagem dessa corrente elétrica gera um campo magnético (no caso da Estimulação Magnética Transcraniana, um forte campo magnético) que corre perpendicular ao eixo da bobina.

O campo magnético assim gerado atravessa a pele, tecido muscular, crânio (osso) e se alastra no cérebro. Embora forte, esse campo magnético é emitido pelo aparelho de Estimulação Magnética Transcraniana em um pulso de oscilação, como uma “onda” magnética, de duração extremamente breve.

Precisa de preparo ou anestesia?

Não é necessário o uso de anestesia ou qualquer sedação, por ser praticamente indolor. A EMT é feita com a pessoa acordada e lúcida. Também não há necessidade de preparo anterior ou posterior

existe contraindicações?

Não podem se submeter a este procedimento pessoas que tenham quaisquer objetos metálicos no crânio. Por exemplo: clipes metálicos de neurocirurgia para aneurisma cerebral (exceto os modernos de titânio), resquícios de metal por acidentes e outros. Pessoas que usam marca-passo cardíaco também não podem fazer EMT por questão de segurança.

Resultados e estudos

A EMT, além de aumentar a sensação de bem-estar emocional dos pacientes, também tem efeitos benéficos sobre alguns dos sintomas físicos da depressão. Muitas vezes, a depressão maior é acompanhada de agitação psicomotora e a repetida aplicação da EMT demonstrou reduzir a agitação nos pacientes. Além disso, dificuldades de atenção relatadas por pacientes com depressão foram reduzidos, mesmo com uma única aplicação de EMT.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like